Memórias

Carregando 64GB de fotos que são o arquivo da minha vida e da minha família, filhos e esposa, praticamente carrego com os olhos de um HD pro outro enquanto os dispositivos se conversam, me da até frio na barriga pensar que poderia dar errado, mas tudo indo bem. Estamos a 40%.

É interessante pensar como o que um dia foi sua gaveta de fotos hoje não passa de espaço consumido em disco, muitas vezes trafega na rede, em alguns casos reside na nuvem, é compartilhado e marcado por amigos e conhecidos, e dessa forma a indústria fotográfica foi uma das primeiras a ser desmontada pela onda digital, ainda no fim do século 21, primeiro com os filmes fotográficos e em seguida com os telefones celulares, que incorporaram muitas das vendas de maquinas. A indústria fotográfica mudou seu posicionamento para atender a recente demanda gerada pela tecnologia, sem deixar de atender aos profissionais e aficionados, que investem em qualidade na captura e outros recursos de valor agregado. Mas eles são a minoria.

A tecnologia chegou com toda sua forca, abrangência e conveniência ao século 21, atende a uma parcela significativa do mundo, com a promessa de atender sempre a uma parcela maior, ofertando o negocio perfeito, maior qualidade e menor preço.
A qualidade não vem em seguir seu amigo intelectual e bom escritor, ou em seguir aquela marca que seus pais adoram, qualidade esta em seguir pessoas relevantes, que te façam feliz, que engrandeçam sua vida e interfiram positivamente em suas decisões e visões.

A qualidade esta no meio, ágil, portável, infinito, imediato, o conteúdo só é relevante para quem é capaz de entender. Criar é livre. É quase uma obrigação para cada um de nos. A mídia não é confiável, as empresas não são confiáveis, pessoas não são confiáveis, amigos são o que de mais próximo temos para auxiliar em momentos de necessidade, e o boca a boca se tornara cada vez mais uma fonte de relevância nas decisões de consumo, à medida que a informação se apresenta mais e mais disponível.

É dessa forma que os jovens nascidos no século 21 se tornarão mais hábeis no trato com a mudança, com as tecnologias que compõe o mosaico de soluções que trafega na nuvem, mais inteligentes por forca da circunstancia e melhores preparados para atuar em um mundo mais transparente, mais justo, um mundo em que todas as crianças aprendem utilizando tecnologias estabelecidas e especialmente desenhadas para o desenvolvimento da educação e cultura.

Invariavelmente nivelaremos por cima. E vejo nisso uma resposta a um dos instintos mais básicos da humanidade, o de prosperar e prosperar e prosperar.

Em seguida a indústria da musica passou a perder mercado antes de perder quase que completamente o sentido no final do século 20. Descobriram que ao invés de lutar seria preciso jogar o novo jogo, atender as novas regras, marcar presença no novo canal, e respeitar a todos, tanto artistas quanto consumidores. É verdade que ainda hoje grandes companhias tentam processar seus clientes por um motivo ou outro relacionado a propriedade intelectual, mas a essa altura muitas pequenas se tornaram medias e grandes com seus modelos de negocio baseados na web, custo zero de produção e distribuição, contato direto com o publico, em sua grande maioria jovens, e qualidade mais e mais variada e distinta.

Antes de comentar a derrocada da indústria do cinema norte americano, gostaria de salientar o surgimento de uma nova vertente da indústria, mais moderna e promissora, mais interativa e encantadora, o vídeo game.
Os vídeo games são uma enorme fonte de aprendizado e desenvolvimento intelectual e se usados com plena consciência levarão nossa sociedade a um patamar inimaginável.
Na verdade isso acontecera, invariavelmente.
Os vídeo games trazem às crianças muitas boas oportunidades de aprendizado e desenvolvimento, qualidades como persistência, raciocínio analítico e estratégico, podendo desenvolver qualidades ainda mais especificas através de simuladores, farão das crianças mais inteligentes e abrirão ao mundo as portas da revolução do software da metade do século 21.

Voltando às indústrias que se desfizeram em nome do progresso, Hollywood nunca sumirá do mapa, o que sumirá é a diferença entre Hollywood e o resto do mundo. Assim como na economia mundial o bolo será mais bem dividido, e os grandes terão sua importância diminuída se não souberem se reposicionar rapidamente. Hoje Hollywood briga com seus clientes por direitos de distribuição, copia e reprodução, e certamente seus consumidores não deixarão isso barato. Nesse momento abre-se o espaço para que diversas iniciativas menores ocupem, de maneira legal em duplo sentido, o espaço na atenção das pessoas. É ai que muitos amadores, agora com poder de produção e distribuição, aproveitam para transformar suas ideias em conteúdo para encontrar seu publico aonde quer que esteja.

E nessa mesma trilha toda a economia será lavada pela onda tecnológica que se espalha pelo mundo, devagar em alguns casos e mais rápido em outros, quase que certamente chegará a todos os cantos e irrigará a todas as casas com conteúdo e conhecimento.

Certamente teremos que lidar com problemas nunca antes vistos.

Voltando as fotos que carrego com toda minha cautela e zelo, 64GB em um HD velho e judiado são um risco único para seus arquivos, talvez por isso esteja sendo tão difícil e demorado transferi-los para outro HD. Não há sombra de dúvida de que o trabalho será bem sucedidos, de outra forma a penalidade será muito alta.

Ao carregar todas as fotos da minha família para um backup, me pergunto se ainda existem famílias guardando as novas fotos em álbuns volumosos em gavetas e armários?

E você, qual o tamanho da sua gaveta de fotos?

 

Advertisements

Tell me what you think about...

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s